INFORMATIVO AOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DO ESTADO DO TOCANTINS.

0
Print Friendly, PDF & Email

ASSOCIAÇÕES MILITARES ENTREGAM PAUTA DE REIVINDICAÇÃO AO COMANDANTE GERAL DA PMTO”.

Em reunião realizada ontem, 28/04, no QCG em Palmas – TO, os presidentes de associações militares da capital e interior, entregaram ao Comandante Geral da PMTO Coronel QOPM Gilberto Nogueira da Costa, documentos contendo reivindicação de interesse dos militares Tocantinenses.

 A reunião foi uma convocação de iniciativa do próprio Coronel Nogueira – Comandante Geral, que, ao fazer abertura da mesma, disse que a principio queria ouvir os anseios da tropa através dos presidentes das Entidades ali presentes, e que, seu comando estará sempre aberto ao diálogo com todos e não medirá esforço para, dentro do possível, atender as reivindicações apresentadas.

 Durante a reunião, CEL PM Nogueira, oportunizou a palavra a todos os presidentes de Entidades, que após discorrerem sobre vários assuntos, entregaram documentos contendo as principais reivindicações, sendo um deles, assinado pelas associações da capital (AOPMETO, ASMIR, ASSPMETO e APRA–TO), que tem como principal reivindicação, dentre outras, a “reestruturação das progressões, com antecipação da tabelas existente para janeiro de 2015, e três alterações consecutivas de 8% (oito por cento), para janeiro/2016, janeiro/2017 e janeiro/2018, bem como, a incorporação de 4,68%, referente a “Data base/2010”, que não reajustou a tabela de subsídio dos militares tocantinenses em 01/07/2011”, o que na prática,   deixaria a remuneração dos militares tocantinenses até 2018, equiparada a remuneração da polícia civil. E para dar respaldo e argumentos de viabilidade do pedido, juntou-se um parecer jurídico elaborado pela Dra Juliana Bezerra de Melo Pereira.

Após apresentação dessa pauta entregue ao Comandante Geral pelo Capitão Sulino – Presidente da ASMIR, o TEN CEL PM Corsini – Presidente da OPMETO, fez uso da palavra solicitando do Comandante e dos  presidentes de Entidades do interior, visto que, já havia consenso entre os presidentes de Entidade da capital, que fosse “DEFINIDA COMO PRIORIDADE”, os itens I e II da pauta (a reestruturação salarial e os 4,68%).

Em seguida, o CEL PM Nogueira, leu a proposta e perguntou aos presentes se estavam todos de acordo, tendo em seguida, “ALGUNS PRESIDENTES DE ASSOCIAÇÕES DO INTERIOR SE MANIFESTADO CONTRÁRIO E OS DEMAIS, SILENCIARAM-SE NUM GESTO DE DESAPROVAÇÃO DA PROPOSTA DE PRIORIZAR O PEDIDO DE AUMENTO”, conforme solicitado pelo TEN CEL Corsini.

Diante da falta de consenso dos Presidentes das Associações Militares do Interior, o CEL PM Nogueira, não colocou mais a proposta em votação, dando prioridade a criação de uma “COMISSÃO” para estudar e apresentar uma nova pauta de prioridades, para ser analisada pelo comando e posteriormente encaminhada ao Governo. E em seguida, encerrou a reunião.

Assim sendo,  lamentavelmente mais uma vez, por falta de estratégia, entendimento e apoio das associações do interior, deixamos de “DEFINIR COMO PRIORIDADE, NOSSA REMUNERAÇÃO”, da mesma forma  como ocorreu em  2011, quando da primeira apresentação das tabelas da  progressão, a qual só foi aprovada três anos depois.

No entanto,  informamos a todos que dando continuidade a  busca do entendimento em  benefício da coletividade, assim como foi em relação à progressão, e com esse objetivo, na tarde desta quarta feira,  30/04, voltamos a conversar com o Cel PM Gilberto Nogueira da Costa – Comandante Geral da PMTO,  e mais uma vez solicitamos que fosse “TRATADO COMO PRIORIDADE A MELHORIA DE NOSSA REMUNERAÇÃO”. Obtendo como resposta do Cel PM Nogueira,   que esse é um dos seus principais objetivos, más para o êxito e atendimento desse pleito, é indispensável,  entendimento, objetividade e união de todos, principalmente das  associações, o que não aconteceu na reunião do dia 28/04, más no entanto, determinou ao Cel PM Jaizon Veras Barbosa – Chefe do EM, que novamente fizesse uma consulta, desta vez, via e-mail,  aos presidentes de Associações do interior, para saber se todos mudaram de idéias e estão de acordo que dentre ás várias reivindicação apresentadas, a  MELHORIA DE NOSSA REMUNERAÇÃO SEJA TRATADA COMO PRIORIDADE (item I e II da pauta apresentada pelas associações da capital), conforme descrita no inicio deste informativo.

Assim sendo,  mais uma vez agradecemos a compreensão de nosso Comandante Geral Cel PM  Nogueira, e ficamos no aguardo das respostas dos presidentes das Associações do interior, esperando que os mesmos compreendam e passem a apoiarem a proposta.  

 Palmas –TO, 30 de Abril de 20l4.

 

NTONIO CORSINI DE MELLO NETO                      RAIUNDO SULINO DOS SANTOS

           Presidente da AOPMETO                                             Presidente da ASMIR

 

MARCONI PEREIRA DE SOUSA                                JOÃO VITOR MOREIRA DE FREITAS

     Presidente ASSPMETO                                                       Presidente da APRA-TO