A POLÍCIA MILITAR DO TOCANTINS CLAMA POR LÍDERES

17
Print Friendly, PDF & Email

Caros policiais militares tocantinenses, do Soldado ao Coronel, da ativa da Corporação e principalmente da reserva remunerada ou reformados que são os baluartes de nossa instituição; acordemos, saiamos de nossa zona de conforto; só estamos na reserva ou reformados, porém ainda vivos, rsrsrs…

Confesso que ao chegar aos eventos promovidos por   nossas entidades, ASMIR, AOMETO, onde houve programação, convocação/convite, farta divulgação e tempo suficiente para nos organizarmos para tal e encontrar poucos convidados e os mesmos de sempre, chego a me preocupar com nosso porvir.

Precisamos valorizar o que é nosso, fortalecer nossas entidades de classe, (associações), mas para isto precisamos nos unir, o primeiro passo é eleger o nosso Presidente da República. Vejo com reservas e certa desconfiança, a quantidade de associações militares espalhadas por todo o Tocantins e as divergências existentes entre si. Por outro lado, isso pode até ser bom, pois existem opções para todos os gostos; mas poderia ser ótimo ou excelente, caso todas as demais associações policiais militares do nosso estado estivessem prontas a somar esforços institucionais, na defesa do bem comum, que são nossos direitos e prerrogativas, ombreando-se com a ASMIR e AOMETO, que não medem esforços neste sentido – “A UNIÃO FAZ A FORÇA”, ISTO É ÓBVIO.

Caso todo o contingente policial militar do Tocantins, ativos e inativos estivessem unidos, defendendo os mesmos ideais, certamente nossa classe estaria bem mais fortalecida e respeitada; com o advento da tecnologia, (INTERNET), onde podemos nos comunicar de qualquer local a qualquer momento, não vejo razão para algumas de nossas associações ainda se manterem indiferentes ou isoladas, sem participação efetiva, nas demandas de nossa categoria.

Então amigos, vamos usar nossas redes sociais, de modo especial o grupo wats app ASMIR, para assuntos relevantes e de interesse comum à nossa classe; somos pessoas idôneas; nada de ofensas pessoais, brincadeiras de mal gosto ou tentar denegrir a imagem de outrem; pois estas, atitudes nossa instituição só tem a perder.

O que mais sabemos é respeitar, ser éticos e disciplinados, pois fizemos isto sempre, por que fazer diferente agora, mais maduros, experientes e, em tese, mais sábios? O retrato do que estou falando é o resultado das últimas eleições; falta de entendimento, consenso, desunião, egoísmo, muitos candidatos, alguns sem a mínima condição de vitória e nenhum eleito; desgastes de toda sorte entre candidatos e apoiadores e como resultado, desvalorização da classe perante a sociedade e principalmente os políticos tocantinenses, de quem teremos que depender, para cuidar de nossos interesses.

Então senhores, vamos acordar, ainda há tempo, os homens e mulheres de bem, especialmente os que o passado não os condena, vamos aparecer, talentos são pra ser usados; guardados é como se não existissem. Nós é que damos corpo e voz à nossa instituição; a instituição sem o elemento humano à frente, é como fé sem obras, é morta. Forte abraço, saúde, paz e bem a todos.

 

PALMAS TOCANTINS, 17 DE OUTUBRO DE 2018

CARVILIO SOARES MARINHO – MAJ PM