ASMIR FAZ REUNIÃO EM GURUPI-TO

13/10/2016 - 14:16:05

Na manha de ontem, 11/10, a ASMIR realizou no auditório do 4º BPM em Gurupi-TO, uma reunião com os associados da região Sul do Estado e com os integrantes daquela unidade.

Na ocasião, o Cap RR Sulino Presidente da ASMIR falou aos presentes sobre o andamento das negociações com o governo do Estado referente ao pagamento da Data Base 2016, e da implementação das tabelas previstas nas Leis 2.822 e 2.823/201(Progressão).

O Cap Sulino informou aos presentes que a implementação desse direito está encontrando muita resistência por parte do governo, que sempre alega falta de recursos e o caótico momento econômico que o Estado e o País vivem.

 O Cap Sulino, também esclareceu que esses direitos já existem e é uma conquista dos militares tocantinenses. Más para que esses direitos sejam implementados, se faz necessário o empenho de todos os militares ativos e inativos, bem como, das associações dos militares da ativa no sentido de colocarem como “Reivindicação Prioritária”, junto aos comandos da PMTO e CBMTO e ao governo do Estado, a implementação das tabelas previstas nas Leis acima citadas (Progressões).

O Cap. Sulino ainda disse que essa prioridade, se faz necessário, haja vista que, nos últimos anos, a tropa, através das diversas associações dos militares da ativa, exceto a AOMETO e a ASSPMETO, tem priorizado outras demandas (Direitos), tais como (Promoção, Gratificações, Horas extras e outros de menor importância), deixando em último plano o que é mais importante, os subsídios/Progressão. Politica esta, que vem causando prejuízo a todos, especialmente aos atuais militares inativos e pensionistas, bem como, àqueles que no futuro irão para inatividade.

Exemplificando o exposto acima: a promoção de um Cabo PM, com até 21 anos de serviços (referencia letra “H”),que foi promovido a 3º SGT, teve um aumento bruto em seu subsidio em R$ 191,00 (cento e noventa e um reais), no entanto, a implementação da progressão, daria a esse  Cabo PM um aumento em seu subsidio de R$ 2.215,00 (dois mil duzentos e quinze reais).

No caso da promoção de um Ten Cel à coronel, também na referencia letra “H”, o aumento bruto no seu subsidio foi de R$ 1.880,00 (um mil oitocentos e oitenta reais). No entanto, a implementação da progressão daria a esse Ten Cel, um aumento de seu subsidio de R$ 6.300,00 (seis mil e trezentos reais). Na prática, o Cabo PM priorizou R$ 191,00 ao invés  R$ 2.215,00  e o Ten Cel priorizou R$ 1.800,00 ao invés R$ 6.300,00.

Finalizando faz se a seguinte pergunta: E agora após tantas promoções, gratificações, etc, será que já podemos juntos priorizar como principal reivindicação, o que é melhor para todos, nossos subsídios/progressão?

 

 

 
 
 
 


 

 

Artigos

=COMISSIONADOS=

12/12/2016 -


Acessos: 7720701                                                                                   Usuários Online: 13