INDENIZAÇÃO DOS MILITARES – ASSEMBLÉIA GERAL DE 26/07/2008

2
Print Friendly, PDF & Email

INDENIZAÇÃO DOS MILITARES – ASSEMBLEIA GERAL DE 26/07/2008

A Assembléia Geral dos Militares realizada no dia 26 de julho próximo passado, convocada pela Associação dos Subtenentes e Sargentos juntamente com a Associação dos Cabos e Soldados (ASPMETO e ACS-TO), teve como ato mais significativo a deliberação para criação de uma comissão permanente, composta de pelos presidentes de associações militares da capital e do interior, juntamente com outros militares voluntários, com a finalidade de elaborar uma proposta de reivindicação contendo:

a.                          Pedido imediato de reposição das perdas salariais a partir de janeiro de 2005 e aumento real a partir de janeiro de 2009, de modo a equiparar os subsídios dos militares tocantinense aos subsídios dos militares de Goiás, estado do qual somos originários, conforme já solicitado pelos presidentes das associações da capital aos Comandantes Gerais da PM e do BM;

b.                          Criação de uma comissão de estudos com a participação efetiva das associações da capital e do interior para no menor prazo possível elaborar:

– Plano de carreira, cargo e subsídio, definindo carga horária de trabalho, promoção das praças, data base de reajuste e progressão horizontal a cada ano trabalhado;

– Elaborar novo Código de Ética.

            A comissão criada pela Assembléia Geral anteriormente citada reuniu-se pela primeira vez na manhã do dia 28, onde os presidentes das associações da capital e do interior, inclusive com a participação da ASMIR, acordaram que irão aguardar que o governo agilize os trabalhos para a retomada das negociações, e estas, sejam concluídas em tempo hábil de serem liberados os recursos ao orçamento de 2009, necessários para o pagamento dos valores devidos a cada militar, caso contrário, as associações irão em conjunto, fazer valer seu poder de mobilização da tropa.