Tenente Coronel de Souza, faz análise histórica da PM-TO para o desenvolvimento da capital.

A Polícia Militar do Tocantins, através de suas diversas ações e unidades, buscam realizar sua missão constitucional de prover o policiamento ostensivo preventivo e repressivo, focada nos pilares do respeito a legislação, preceitos dos direitos humanos, a ética e a proximidade com a comunidade, entre outros fatores , visando reduzir os índices criminais a níveis aceitáveis e buscando sempre a paz social e o desenvolvimento sócio econômico, ambiental e  político da sociedade tocantinense e na Capital do Estado.

E importante ressaltar que a capital Tocantinense, é atualmente uma das cidades de maior crescimento demográfico no Brasil e no norte/nordeste do país. O que a torna desafiadora em vários aspectos seja na gestão pública ou privada.

Sendo também pólo cultural, turístico, econômico, político, jurídico, universitário e hospitalar referência positiva a nível regional e nacional. Pelos índices de desenvolvimento humano – IDH apresentado ao longo dos anos.

Há necessidade de um planejamento sistêmico das várias áreas da gestão pública (infraestrutura, seguranca publica, geração de emprego e renda, educacional) podem facilitar o acesso aos serviços públicos prestados ao povo. E nortear as ações públicas na elaboração de planos e programas que reduzam as desigualdades sociais existentes e ofereçam novas oportunidades de crescimento econômico e social aos moradores.

Na Seara da segurança pública, na PMTO estamos passando por um momento de transição instituicional no qual buscaremos por intermédio e empenho do Alto Comando e das parcerias público privadas a introdução de ferramentas tecnológicas que dinamizarao as atividades operacionais,  planejamento, gestão  e resposta rápida da corporação a comunidade em uma velocidade cada vez maior e mais eficiente, sendo a unidades de execução (Batalhões) peça chaves nesse processo de construção Instituicional de um modelo analógico/escrito para um digital inovador.

Na nossa ótica a PMTO, deve buscar integrar suas ações de forma harmônica por meio de parcerias com os diversos setores públicos, privados e do terceiro setor. Sempre tendo como objetivo a pacificação da sociedade e na construção de políticas públicas que subsidiem o Comando da PMTO e beneficiem a sociedade tocantinense, dentro dos negócios da segurança pública, norteado pelo diálogo com outros setores da administração pública e privados. Em um ambiente cada vez mais sustentável com foco na instensificacao da aproximação dos beneficiários diretos dos serviços prestados pela polícia, a comunidade. E alinhados com a visão de futuros de organismos internacionais como a OBS 2030/ONU – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O fomento a capacitação profissional, usos de novas tecnologias e valorização profissional com planejamento, técnica, tática e procedimentos operacionais capazes de atender os anseios sociais e institucionais no aprimoramento da principal ferramenta/arma de qualquer órgão de seguranca Pública em todos os âmbitos: federal, estadual e municipal que é o aente de segurança pública.

Por fim, entendemos que a PMTO ao longos dos anos tem enorme participação na construção da identidade do povo tocantinense em especial da nossa capital. Seja no ramos da segurança pública ou nas diversas ações de intervenções nos bairros e setores, com políticas sociais de enfrentamento a violência, contra as drogas, a vulnerabilidade e a desigualdades sociais, promovendo cursos de capacitações profissionais, entrega de cestas básicas, cursos de formação de erradicação e prevenção contra a drogas. E sempre acreditando na transformação social através da integração entre o Estado e a comunidade.

 

João Leyde de Souza Nascimento -Tenente Coronel da PMTO

Ex Comandante do 1°BPM e do 6° BPM em Palmas.

Graduado em Economia, Segurança Pública e Direito.

Pós Graduado em Direitos Humanos, Gestão Pública e Criminologia.